Páginas

domingo, 29 de abril de 2012

Tudo perfeito, Nada Surf

Eu posso saber pouco sobre como deve ser o som das guitarras, o volume dos microfones ou o compasso da bateria mas eu sei sobre as necessidades de um fã: músicas de vários álbuns, muita animação e atenção ao público e em tudo isso o Nada Surf arrasou.

Na última quarta-feira, dia 25 de abril, eu e meu namorado fomos ao show desse maravilhoso trio novaiorquino no Cine Joia, aqui em São Paulo, próximo ao metrô Liberdade. Chegamos muito cedo e fomos os primeiros da fila. Ouvimos as passagens de som, vimos a banda saindo pra jantar (eles deram um “hello” pra todos na fila). Mas o show começa um pouco antes disso.

Uma das músicas que eu mais gosto do Nada Surf é “I like what you say” e infelizmente eles não haviam tocado nos shows passados então eu passei o dia mandando tweets pro Matthew –simpatia– Caws pedindo a minha música. Também fiz um cartaz pedindo a música, em ideia tirada da Anna Vitória. Ele me respondeu no Twitter dizendo que tocaria a música ~pra mim~ depois do show no violão! Durante a passagem de som, ouvimos ele cantando you say and i like what you say. E antes de começar o Bis, o Gabriel mostrou o cartaz e ele disse que tocaria depois do show no violão. O MELHOR: ele cumpriu.

Matthew super atencioso!
O trio contou com a ajuda de dois músicos de apoio e mostrou que está super em forma. O Nada Surf ao vivo toca um pouco mais pesado que no estúdio, fazendo a guitarra aparecer mais num rock bem limpo e agitado. O Matthew tocava sorrindo o tempo todo, mostrando que estava feliz naquele palco. O Daniel, cheio de pose, muitas vezes aparecia com um cigarro na boca se mostrando muito habilidoso sem deixá-lo cair, mesmo quando era necessário cantar algum verso. Não consegui ver o Ira durante o show porque o palco era alto demais e eu estava na primeira fileira.

Já diriam os teóricos da comunicação que viver é diferente de ler então eu reforço isso. O que eu estou escrevendo aqui não é 1/200 do que eu senti naquele show. Tem um filme dessa noite passando em eterno looping em minha mente, apesar de alguns momentos que já se apagaram. Só quem esteve lá pode dizer o quanto a banda foi incrível, o clima perfeito... Sem contar que o show inteiro fui abraçada pelo meu namorado, afinal era nosso primeiro show juntos e era o show da NOSSA banda, a banda que começamos a ouvir juntos no início do namoro. Foi realmente perfeito. Se tem uma coisa que posso afirmar é que no momento que o Nada Surf anunciar um novo show aqui no Brasil, estarei comprando o ingresso.

Mas não acaba por aqui. Depois do fim da última música, uma versão totally awesome de Blankest Year com todos gritando FUCK IT com toda emoção, o Matthew desceu na platéia com o violão! Primeiro todos os fãs se aglomeraram pra pegar autógrafos e tirar fotos (claro que eu não fiquei fora disso), depois do tumulto mas ainda no tumulto ele tocou “I like what you say” como eu havia pedido mas eu perdi o início porque estava vomitando arco-íris na entrada por ter uma foto e eu autógrafo do Matt.

E ele escreveu meu nome quase certo!

Provavelmente todos que me seguem no twitter pensaram em me dar unfollow depois do show de tanto que eu agradeci o Matthew pela noite maravilhosa e toda diversão que ele me proporcionou. Depois desse show, meu amor pela banda só aumentou e minha crença no lado alternativo da música está ainda mais alta.

9 comentários:

Gabriela Petrucci disse...

Que coisa mais amor!
Fiquei tão feliz que vocês curtiram o show e porque o Matt foi fofo com você! *-*

VAMOS NOS VER EM BREVEEEE, AAAAAAAHHHH! *----------------*

Beijo, Ruvs! <3

Larissa L. disse...

Ai, Ruvs, que lindo!
Imagino como deve ter sido simplesmente sensacional! É muito bom ver o show de uma banda que se gosta muito, ainda mais com o namorado!
Foi mais ou menos assim no show dos Foo Fighters comigo e com meu namorado e é incrível!!
Lindo, lindo!!
Um beijo enorme!

gabriela m. four disse...

ahhhhh QUE TIETAGEM! hahahahahahaha
que amor, ruvs!!!
ainda quero ter uma experiência assim com sei lá, Pitty =SS (nem tenho uma banda favorita, céus)


e aah, eu achei que era uma banda nacional porque, né, 'nada surf'...
eu não conheço o som deles =~~ quem sabe agora, hã? '-'

Mayra disse...

QUE LINDOOO!!!!!!
Já disse que não conheço a banda, mas deve ter sido PRA LÁ DE EMOCIONANTE! Toda essa história da musica PRA VC e teve até autografoe foto!!! aaain que lindo, que emoção! Parabéns pelo SEU show! E lógico, pela sua amazing t-shirt!
Abraços!!!

Anna Vitória disse...

Que incrível Rúvis <3 Sei demais como é ver uma banda muito querida e ter todas as expectativas realizadas. Lendo seu texto lembrei demais de quando fui ver o Switchfoot, uma banda não tão famosa aqui, num lugar pequeno e com minha melhor amiga junto, porque Switchfoot é a *nossa* banda. E foi mágico.
Então imagino o quanto foi mágico pra você também.
<3

Gabriel Pozzi disse...

hey amor ♥
foi demais, espero poder ir junto com vc em pelo menos uns 100 shows durante a nossa vida! Mais ainda, quem sabe? hahahaha
nem adianta ter a pretensão de conseguir passar toda a emoção vivida pelo texto, mas de qualquer forma, o seu ficou ótimo, dá pra perceber o quanto fomos felizes nesse show ^^
é muito bom ver como uma banda consegue fazer parte da nossa história de casal de tantas maneiras, não é? :DD

amo vc!

nada surf! nada surf! nada surf!

Nina disse...

kkkk, "escreveu o meu nome quase certo" foi ótimo! Não conheço esse trio, mas sendo você indicando, acredito que seja maravilhoso. Adoro o tipo de som que você curte. Estou prestes a ir para o show de Chico Buarque e já antecipo minha emoção. Beijokas!

Nina disse...

kkkk, "escreveu o meu nome quase certo" foi ótimo! Não conheço esse trio, mas sendo você indicando, acredito que seja maravilhoso. Adoro o tipo de som que você curte. Estou prestes a ir para o show de Chico Buarque e já antecipo minha emoção. Beijokas!

Luizfst disse...

Eu e minha namorada também fomos juntos no show deles em Curitiba, e também o Nada Surf é a "nossa banda preferida", pois foi a trilha sonora do início do relacionamento. Realmente o show deles é fantástico, em Curitiba foi muito parecido. Pena que eu perdi o Matthew tocando violão, pois sai antes. Parece que aqui ele tocou "I like what you say" e "Your legs grow".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...